PIADAS DE PORTUGUÊS...

Um comercial inteligente, cultural e pra lá de sacaneador. Merecia ir ao ar!



Ainda sacanearam os Italianos...


hahahahahahahhahaha

Reações: 

PARANGOLÉ vs ANGRA




Isso fede mais, o povo num tem nada cabeça, e fica plagiando as músicas dos outros. Coisa feia!

E o que acontece quando o pessoal copia as ideas dos outros? Plágio Intelectual?

A verdade é que eles jamais serão capazes de criar nada...

Reações: 

HILDA HILST 81 ANOS!

Hoje Hilda de Almeida Prado Hilst (Jaú, 21 de abril, 1930 — Campinas, 4 de fevereiro de 2004) faria 81 anos.

Assistam o vídeo a seguir...

O programa começa mostrando o evento que aconteceu essa semana em homenagem aos 80 anos de nascimento da escritora Hilda Hilst (que morreu em 2004). O encontro, organizado pela editora Globo, teve o lançamento de um curta-metragem sobre a escritora e uma apresentação do cantor Zeca Baleiro, com músicas baseadas em textos de Hilda Hilst. E as comemorações dos 80 anos da escritora também estão levantando um assunto polêmico: que destino que terá a Casa do Sol, a chácara em que Hilda viveu?

Uma escritora para ser lida, relida e apreciada. Gosto muito do estilo dela. Como disse uma grande amiga e fã de Hilda: ela toca, impressiona.


Reações: 

EXEMPLO DE PROFESSOR DE VERDADE!


É desse mesmo jeito lá na UFC. Alguns professores (nem todos) nos tratam assim como o Mauricio trata o Fabrício; com muita delicadeza, com cordialidade, com uma linguagem suave e com uma paciência de Jó...

Arre, quem não se identificou com o “coitado” do aluno?

“Póbi vei” comeu o pão que o diabo amassou!

Reações: 

ATÉ QUANDO?

Fachada do prédio do Lab. De Informática.


Notinha: No semestre passado, o Laboratório de Informática fingia que funcionava, neste semestre não funciona de jeito nenhum. Faz meses que o Laboratório deixa os nossos alunos na mão. A falta que ele faz é gigantesca. E desde sempre, precisamos pegar com rapidez declarações, imprimir trabalhos, fazer pesquisas, acessar o Facebook, Twitter, MSN, jogar campo minado...enfim... O C.A.P.A preocupado com a situação, por intermédio do saudoso Presidente Nathan já fez várias reclamações junto a Coordenação do Curso de Letras e na ouvidoria da universidade. Mas como toda administração pública o que prevalece é a ineficiência, informações desencontradas e iniciativas vis da parte dos administradores.

BEM, como solução a todos esses problemas...

A Superintendência de Recursos Humanos junto com entidade administrativa do curso de letras está negociando o processo de privatização da empresa pública Laboratório de Informática. A estatal será leiloada na bolsa de valores do Boscque “Dau Diones“, a oferta pública será de equivalentes a 20% das ações corresponde ao controle acionário. A Fundação Privada Banquinha do Rui S/A e Barato Cópias Holding (Xerox da Hispânica) são os principais interessado na compra do dinossauro estatal. A secretária, Dona Palmirinnha, afirma que as despesas com a empresa é desnecessária e seguir política neoliberal neste caso é viável. Já segundo a ouvidoria da universidade, em nota, por e-mail, exortou que a decisão da venda é responsabilidade do poder discricionário do Reitor.

O encosto estatal tem cerca de 20 computadores em mal estado de conservação, software ultrapassados (tem até vírus da AIDS neles), cadeiras sem apoios (É um saco sentar naquelas cadeiras), a velocidade da internet é MUITO lenta (Estilo Rubinho Barrichello). A principal reclamação dos alunos é incompatibilidade de horário de funcionamento (Ou seja, o recinto quase sempre permanece fechado).

Até quando ficaremos sem o nosso precioso recanto virtual...?


funny gifs

Reações: 

A Revolta de Saussure- Engenheiros da Poesia


A música que vai ser sensação neste semestre no Curso de Letras da UFC “A revolta de Saussureda Banda Universitária Engenheiros da Poesia.

Ai vai um trecho da letra pessoal...

Entre a langue e a parole

Entre a língua e a norma

Entre a estrutura e o sistema

Entre o fone o morfema

Eu fim do curso e fim CLG

Entre os russos e o Inglês

Entre os morfos do francês

Eu me sinto um lingüista

Passageiros de um sistema

Que não passa por aqui

Que não passa de "Sôsi"

...


Reações: 

SÉRIO MESMO?

Comentário: Paulo Coelho já não vende tanto e nunca terá prestígio acadêmico

Fonte: Folha.com

"Paulo Coelho não faz literatura brasileira. Ele se rebaixa para vender livro" Moacyr Scliar

Sério? Humm! Tadinho dele gente!

Mas do jeito que tá as coisas, em breve a Bruna Surfistinha estará na ABL. Ai, quando isso acontecer Paulo Coelho ganhará o Prêmio Nobel de Literatura.

Que venha logo 2012!

Dica de Clicia Carvalho


Reações: 

IDEM

Reações: 

OS DEUSES DEVEM ESTAR NA UFC...

Arre, estou farto de semideuses! Onde é que há gente no mundo?

A Universidade Federal do Olimpo Ceará encontra-se como na Grécia Antiga repleta de semideuses. É isso mesmo! São estudantes assim como Hércules, Aquiles, Deon, Teseus e tantos outros. Esses deuses da mitologia grega que eram, sobretudo, fortes, sempre fortes, sempre heróicos, sem covardia, sem nenhum medo. Eram perfeitos, simplesmente completos em si mesmo. Suas façanhas ficaram marcadas na história da civilização ocidental. Mas todas essas epopéias eram mitos?

O que vejo na UFC é um caso paralelo de mitologia. Eu noto o extremo individualismo e uma competitividade a flor de pele. Não quero dizer que não seja importante ter competitividade. Porém, somos seres sociais, não precisamos nos relacionar em desarmonia. Onde já se viu uma sociedade onde o egocentrismo seria uma virtude? É até um paradoxo. Nunca ouvi falar que existisse sociedade centrada no EU, no EGO, na Consciência.

funny gifs

Se o individuo é finito, o sentido de viver está no outro. (Ferreira Gullar)

“Arre estou farto de semideus! Onde é que há gente no mundo?” Será que entramos na universidade sabendo de tudo? Ou somos capazes de aprender tudo sozinho? Autodidatas? Não! Somos apenas seres em experiências contínuas. Podemos até aprender sozinho, isso é ótimo, porém compartilhar tal conhecimento seria muito gratificante para si e para a todos.

A base da sabedoria sempre cairá no famoso clichê Socrático “Só sei que nada sei”. Porra! Admitamos que não sabemos de nada, e portanto sejamos humildes. Só podemos ser fortes (Forte no sentido humano da palavra) deixando essas virtudes de lado: A soberba, a prepotência, o egocentrismo, a arrogância... Não vamos a lugar nenhum com isso, aliás, até vamos, mas é um caminho solitário, feio, sem ninguém para compartilhar nenhum abraço de felicidade.

O povo mais sábio que existe nesta terra, Os bosquímanos.

“O mytho é o nada que é tudo” assim disse Fernando Pessoa, pois são através dos mitos, através das estórias, enfim, através de uma mitologia, que podemos nos espelhar, tomar como exemplo, mas nunca querer serem deuses. (Não no sentido divino).

E para finalizar, assistam este belíssimo trecho do filme Os deuses devem estar loucos...

“Senso de Posse”. Disse tudo!


PS: Arre estou farto de correções gramaticais. Que se dane os erros!

Reações: 

EU RECOMENDO LOST...



Notinha de desculpa: Bom pessoal faz tempo que não apareço por aqui, é porque tenho me desdobrado em mil heterônimos. O Heterônimo que cuida da Folha do Bosque tinha tirado umas férias, só agora que ele retorna para não deixar vocês na mão (macharal não é isso que estão pensando). As desculpas são as tantas atividades desempenhadas neste semestre, como: provas, trabalhos, bolsa, grupo de estudo e, por fim, frescar no bosque, como de costume.

A 1º temporada...é pra arrepiar os cabelos do suvaco!!!


Pois bem, acho que uma das atividades que estou desenvolvendo neste semestre de muito futuro é assistir a série mais alucinante, viciante, extraordinária, eletrizante, filosófica, psicótica, romântica, cômica, enfim todos os gêneros juntos. A série se chama Lost. Às vezes, me sinto como eles perdidos no bosque em busca de uma realidade mais convincente.

Deixando o blá-blá-blá de lado...

Vejam só este ranking:

Não é audiência barata não, é uma complexa obra cinematográfica. Eu diria que se fosse um literatura, o Lost estaria para Dom Quixote de Cervantes. Tem gente besta q diz que não presta, mas é só um juízo de valor da boca pra fora, mas na verdade é “sucesso de crítica e público,15,5 milhões de espectadores por episódio durante todo o seu primeiro ano de exibição” (WIKIPEDIA, 2011).

Folheiros, eu recomendo vocês, também, a começarem a assistir.




Dedicado a maior monitora de Literatura Brasileira I.

Reações: