HEIL Hitler



Tudo no Estado, nada contra o Estado, e nada fora do Estado.


Não entendeu clica aqui

Reações: 

Promoção "O USPício na minha vida"

Gente linda e glamourosa do Bosque !

A morena da USP está de volta, huhuhu 

E eu voltei com uma novidade ! :D
Uma promoçãozinha pra animar a Folha e promover a USP nesse blog arretado digníssimo! \o/

Para participar da Promoção "O USPício na minha vida" é só fazer o seguinte:

1) Criar uma frase com as palavras: USP e Folha do Bosque
2) Mandar uma mensagem no facebook para mim falando que tá participando da Promoção "O USPício na minha vida"
3) Postar na página da Folha no Bosque no face a frase que você criou !
4) Quem conseguir o maior número de Curtir é o vencedor ! =D

Caso tenha empate no nº de curtir, a frase mais criativa ( para mim hohoho ) será a vencedora.

Data:
Início: 29/09/2011
Término: 29/10/2011

Os vencedores serão anunciados no blog e no face ! =)

Vamos falar do que é bom: os prêmios \o/

1º Lugar : Livro  + kit USP
2º Lugar: camiseta USP + kit USP
3º Lugar: Kit USP


Sobre os Prêmios:

1. Livro

A pessoa que pegar o primeiro lugar pode escolher UM livro dentre os quee postarei a seguir. Mas só esses?! Bem... eu tenho aula com esses professores então eles terão dedicatórias para o vencedor!! Gostaram?! :D




O livro apresenta e discute a obra de uma das maiores escritoras brasileiras, Clarice Lispector. Traça um perfil da escritora e das complexas relações entre realidade e linguagem presentes em sua obra, uma das mais intrigantes da literatura brasileira moderna.

Tese de doutorado

Atento ao caráter redutor de uma leitura estritamente psicanalítica da obra literária, este ensaio nunca perde de vista a especificidade da escrita de Clarice Lispector em seu trabalho com a palavra. Investigando as impregnações do tema na própria estrutura formal do texto, Yudith Rosenbaum trabalha na contramão da crítica que destaca exclusivamente os instantes epifânicos de Clarice, ao desvendar o lado obscuro presente em sua obra ficcional ? cobrindo, assim, um espaço vazio na crítica clariciana, como destaca Vilma Arêas no prefácio. A autora se detém sobre a economia narrativa de diversos contos e romances de Clarice para demonstrar como os momentos de sombra representam neles justamente os pontos de inflexão e as molas propulsoras do enredo.



Yudith conta como aconteceu a sua aproximação com a literatura e a descoberta do quanto ela pode ajudar no trabalho do psicólogo, através do estudo do comportamento de personagens bem construídos do ponto de vista psíquico. O que não quer dizer personagens bem resolvidos, mas sim com personalidades complexas e verossímeis. A autora gostou tanto dessa vertente do estudo da psicologia que hoje, depois de uma longa carreira atendendo pacientes em seu consultório, ela se dedica ao ensino de literatura, sempre relacionado com a psicologia.




A obra apresenta os processos de formação neológica no português falado no Brasil, por meio de exemplos extraídos da linguagem jornalística.


Tese de Doutorado



Nesta reconstituição do processo de formação de Pedro Nava, configurado em sua obra memorialística, o leitor é convidado a visitar os espaços diversos em que ela transcorreu: a casa, a rua, a escola, o trabalho, que correspondem a fases da vida do autor mineiro, infância, adolescência, juventude e maturidade. Ao seguir o narrador de Nava buscando os pontos em que a vida e a literatura se misturam no ato de recordar e escrever, Joaquim Aguiar traça ao mesmo tempo um retrato da persona literária do autor, contextualizando-o no cenário do Modernismo brasileiro, revendo sua convivência estreita com figuras marcantes da cultura do país, o intervalo entre suas primeiras produções literárias e a eclosão tardia do ciclo de memórias, a partir da publicação de Baú de Ossos, em 1972, até culminar no silêncio enigmático do suicídio, limite da vida e da obra.

2. Camisetas USP

A camiseta da USP é parecida com esta. O segundo lugar vai entrar em contato comigo para definir a cor/tamanho.

3. Kit USP
O kit USP é surpresa :D Mas terá várias lembrancinhas de lá huhuhu :D


E é isso !! Usem toda a criatividade que vocês tem e boa sorte !!! :)

Aaaah sim ! Os integrantes do blog tbm podem participar haha :D

Beijos coisas lindas !
A morena da USP já volta mais com notícias desse universo paralelo. :***

Reações: 

EU VOU...


Todos cantando...

PS: Dedicado à caravana que foi pro maior festival de música do planeta: Rômulo, Samara, Mayara, Edivânia, Cintia, Wesley, Marília, Meiriane, Nonato!

Reações: 

#FICADICA BUGS GAME!


 
Não utilize jogos piratas em seu Play 4 Play 3 Play 2 Play 1 Nintendo, porque você pode passar vergonha ao jogar com os amigos e o jogo dá bugs que nem os deste vídeo.

Reações: 

O BICHO IRA!



Aluna preocupada com IRA.

No cotidiano universitário sempre ouvimos esses tipos de questionamentos: “Quanto tá teu IRA?” “Teu IRA diminuiu?” Ou ouvimos certos comentário como: “Meu Ira é uma vergonha, tá lá em baixo!”. “Meu IRA é o maior do curso!”. Muitas alunos já entram bitolados no famoso Índice de Desenvolvimento Humano Rendimento Acadêmico. O número passa a ter vida própria, que sobe e desce; é grande ou pequeno. Em busca do conforto na academia, os alunos projetam fora de si um ser superior dotado das qualidades que julgam as melhores: inteligência, conhecimento, potência, beleza... Aos poucos, em vez de o IRA ser produto da ação do aluno na universidade, os alunos acreditam ser o IRA algo exteriorizado a ser alcançado a qualquer custo.

Até que ponto esse índice pode interferir na vida do aluno?

Nota-se que qualquer mudança brusca causa terror nos alunos. Como se a vida deles dependessem de um singelo número. Não que seja importante, mas sua supervalorização acarreta uma alienação sócio-individual. Como se os alunos criassem um IRA, dão independência a essa criatura como se ela existisse por si mesma e em si mesma, deixam-se governar por ela como se ela tivesse poder em si e por si mesma, não reconhecem na obra que criaram, fazendo-a um ser outro, separado dos alunos, superior a eles e com poder sobre eles.

Segundo Nieztsche, a educação consiste no condicionamento de um indivíduo, através da promessa de várias compensações e vantagens, de modo a que ele adopte um modo de pensar e se comportar que, logo que se tornem um hábito, instinto ou paixão, os dominarão «para o bem geral» mas, em última instância, para sua própria desvantagem. Somos vítimas das nossas virtudes, que nos transformam numa mera função do todo social. *

Acho que não preciso dizer mais nada...

*A Gaia Ciência (1887).

*Todos com a mesma preocupação, porém voltada para si.


Reações: 

VERSO DE BOCA


Folheiros, vejam um grande espetáculo do Grupo

Verso de Boca com a Professora Cássia Alves e o estimado amigo Daniel Oliveira na viola...



Reações: 

SELEÇÃO PARA JOGRAL




Folhistas de Platão plantão, venho aqui divulgar a seleção do Projeto de Extensão Clube Glee Verso de Boca do Curso de Letras que acontecerá dia 20 de setembro. É uma ótima oportunidade para aqueles que gostam de declamar poemas. Então, #FicaDica participem da seleção que será composta por uma audição em que cada candidato terá que declamar três poemas no mínimo. Serão observados os seguintes critérios: entonação, expressão corporal, expressão vocal, entre outros.


Mais informações: Blog Verso de Boca.


Reações: 

A mais nova morena do Bosque

A mais pura verdade!

E é com essa imagem que eu começo a minha gloriosa entrada aqui neste blog! Como vocês devem ter deduzido, eu sou da USP. Mais conhecida como USPício, USPintudo, USPinguço e por ai vai...
Olá, prazer. Eu sou a Marina, a mais nova colunista do Folha do Bosque. Como o Gustavo disse, eu sou a correspondente (inter)nacional do blog! Haha. (: Farei a ponte USP-UFC e só trarei os melhores baphons que existe na minha Universidade.
Sou estudante de Letras, na querida FFLCH ( se lê FE-FE-LÉ-CHE¹). Mas conhecida como Fofoleti, Faveleti, Fefelixo pelos outros uspianos. Mas isso é pura inveja, por que eles não tem o glamour que só que tem Saussure tem.
Dividirei essa minha entrada em três posts para dar um panorama geral para vocês sobre onde é que eu estudo. Eles são: “Universidade”, “Letras” e “Alunos”. (Se não o post fica maior que o Grande Sertão: Veredas.)
Mas isso fica para amanhã ;) Terei surpresas pra todos vocês! Mwahuahau :D
Beijos quentes da Beletrista ( uma vez que nem todo mundo é frio e calculista ;) ) fail

P.S.: E lembre-se!! A gente faz Letras, mas é tudo limpinho!
¹: A foto foi tirada por mim e é da saída da Ciências Sociais, entrada da Letras( onde eu tirei a foto na semana da Calourada.)

Reações: